A DENDEICULTURA NO MUNICÍPIO DE MOJU: TRANSFORMAÇÕES SOCIOESPACIAIS E DINÂMICA MIGRATÓRIA

ELIENAI DE VASCONCELOS DOS SANTOS, GABRIEL CARVALHO DA SILVA LEITE, DENISE CARLA DE MELO VIEIRA, JOÃO CRUZ FILHO

Resumo


Este artigo pretende abordar as ressignificações e atualizações socioespaciais no município de Moju a partir da implantação, expansão e legitimação da dendeicultura. Partindo do pressuposto de que um novo evento nunca se instala em um espaço vazio, mas sempre em uma formação socioespacial preexistente, o artigo desenvolve uma discussão das transformações socioespaciais ocasionadas na condição camponesa tradicional e historicamente estabelecida a partir do advento da atividade dendeicultora. A partir de levantamento bibliográfico sobre o tema e de pesquisa de campo no município de Moju, o artigo trata do papel indutor do Estado na implantação, expansão e legitimação da dendeicultura, das transformações na condição camponesa a partir de novas relações de trabalho, das modificações na tradicional figura do atravessador na produção camponesa e das desigualdades socioespaciais existentes no espaço agrário mojuense em função da maior ou menor distância em relação às empresas do agronegócio do dendê. Por fim, o artigo aborda as dinâmicas demográficas migratórias municipais, considerando as migrações como processos de deslocamento com fortes determinantes socioeconômicos e espaciais.

 


Palavras-chave


Dendeicultura – Moju – Transformações socioespaciais – Dinâmica migratória.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Indexações e Bases Bibliográficas

ibict1_195dialnet1_240latindex1_200sumario1_535e-revist_429